4 duvidas sobre o focinho de cachorro respondidas

Quem tem um bichinho de estimação em casa sabe que, além de serem grandes amigos, eles são como se fossem nossos filhos. E assim, como qualquer criança, eles não sabem dizer o que estão sentindo, então, precisamos aprender a reconhecer todos os seus sinais, sejam eles de felicidade, de carência ou de mal-estar.

Pensando nisso, preparamos para você algumas questões sobre focinho de cachorro que costumam colocar muitas pessoas em dúvida. Acompanhe nosso post e saiba reconhecer cada uma dessas possíveis situações!

Entenda que o focinho do cão é uma área muito sensível

Antes de responder a algumas das suas dúvidas, é preciso, primeiramente, que você tenha sempre em mente que o focinho de um cão é muito sensível e que pode apresentar diferentes sinais, tanto que apontem uma possível doença ou problema de saúde, e também se ele está precisando de algum cuidado específico.

Capazes de discernir odores a distâncias enormes e de guardar na memória milhares de cheiros, é por meio do olfato, por exemplo, que eles vão identificar, quando são filhotes, onde está o mamilo da mãe para mamar (já que nascem surdos e cegos).

Além disso, quando estão maiores, é por causa dessa capacidade olfativa que vão perceber quando as fêmeas estão no cio.

Agora, confira as principais dúvidas sobre focinho de cachorro:

1. Por que focinho de cachorro está quase sempre molhado?

Alguma vez você já se perguntou o porquê de o focinho dos cães está quase sempre molhado? Bom, o focinho deles funciona perfeitamente bem seco, mas acontece que há muitas razões pelas quais eles ficam molhados. Algumas delas são:

  • isso os ajuda a se refrescar — cães suam por meio de secreções de seus focinhos. Dessa forma, é muito comum que o nariz dele esteja molhado após alguma corrida ou brincadeira que o tenha movimentado ou cansado;
  • grande quantidade de secreção — como seu cãozinho está sempre farejando alguma coisa, é comum que muita poeira ou impurezas entrem no focinho, assim, ele naturalmente libera secreções pelo nariz, deixando-o molhado;
  • porque eles lambem o focinho — sim, seu pet tem uma língua enorme e ela alcança até o focinho. O que faz com que a língua do animal também seja capaz de tornar o focinho úmido.

2. O que significa quando ele está seco?

Os donos logo se perguntam se o focinho seco é sinônimo de doença. A resposta mais curta é: não, mas há algumas coisas que precisam ser observadas. Há muitas razões pelas quais seu cão pode ter um nariz seco ou quente. Aqui estão algumas delas:

  • deitar-se ao sol por muito tempo;
  • passar um tempo perto de uma fonte de calor;
  • permanecer em um quarto com pouca circulação de ar;
  • desidratação — não beber água o suficiente.

Cão observando horizonte

3. Quais problemas de saúde podem ser identificados?

Tanto o focinho seco quanto o focinho molhado do seu cachorro são fatores que podem significar sintomas completamente normais, como já vimos, ou sintomas que deveriam nos preocupar. As principais situações são:

Queimaduras solares

Se o seu pet estiver com o focinho seco e vermelho ou com a pele nasal descamando, isso pode ser culpa de queimaduras solares. Converse com seu veterinário sobre uma loção especial para proteger o seu cãozinho do sol.

Ter esse acompanhamento, principalmente se o seu cão tiver a pele clara, é primordial. Caso ele passe boa parte do tempo exposto ao sol, sem o devido cuidado com protetor solar, essas queimaduras podem se desenvolver para algo mais grave, como câncer de pele.

Problemas de saúde

Ao examinar o nariz do seu cão, procure por algum corrimento nasal. Se houver qualquer secreção, o muco deve ser claro. Se o corrimento for grosso, amarelo, verde ou mesmo preto, consulte o seu veterinário.

Durante uma consulta, este profissional poderá identificar o que pode estar causando o corrimento e indicar se é necessário realizar algum exame e apontar o tratamento mais adequado.

Problemas de pele

Se o focinho do seu cão estiver rachado, com escaras ou com feridas, ele pode ter uma doença de pele. Peça ao seu veterinário para verificá-lo e garantir que tudo está bem.

Leishmaniose

Assim como os problemas de pele e as queimaduras de sol, a leishmaniose pode provocar lesões e descamamento em algumas regiões da pele do seu cão, e o focinho é uma das áreas que mais são afetadas.

Por conta disso, caso ele passe a apresentar qualquer alteração nessa parte do corpo, não exite em levá-lo para se consultar com o veterinário de confiança. Ele fará algumas avaliações clínicas e, caso sinta a necessidade, solicitará um exame para confirmar se ele tem a doença ou não.

Hoje em dia o tratamento contra a doença passou a ser aprovado no Brasil, porém, para garantir a segurança e o bem-estar dos nossos pets, o ideal é prevenir, seja vacinando-o contra a doença ou utilizando outros métodos, como a coleira e o uso de repelentes.

Converse com o veterinário e, juntos, encontrem a melhor solução para manter o seu cachorro longe da doença.

4. O que significa focinho de cachorro claro?

O focinho de cachorro bem escuro é o considerado normal e mais saudável. Porém, há algumas raças, como a Pitbull, que já nascem naturalmente com essa área do corpo mais clara e com aspecto rosado. Esta alteração representa uma condição de pigmentação na pele do animal.

Para esses pets, é preciso ter um cuidado a mais com a proteção solar, especialmente com a do focinho do cão. Pelo fato de não possuir muita pigmentação no local, ele estará mais suscetível à irritação e a queimaduras de sol.

Mas isso não quer dizer que em cães com o focinho escuro não seja importante ter cuidado com a exposição ao sol para evitar queimaduras, uma vez que a pele do focinho é muito fina e sensível. O melhor é sempre procurar proteger de forma adequada seu pet.

Principais cuidados com o focinho de cachorro durante o verão

Para evitar que o seu cão desenvolva qualquer tipo de problema ou doença por conta da exposição exagerada ao sol, o ideal é que alguns cuidados sejam adotados durante o verão, como:

  • evite que ele tome sol nos horários em que a incidência é maior;
  • passe protetor solar específico para cães;
  • garanta que ele tome a devida quantidade de água;
  • hidrate a área com Bepantol ou Hipoglós.

Esperamos que, ao ler este post, você tenha aprendido a identificar todos os sinais que o focinho do seu cão pode apresentar sobre a saúde dele e que coloque em prática as dicas que citamos, para manter sempre em dia os cuidados necessários na área!

Agora que você já teve algumas dúvidas respondidas sobre o focinho de cachorro, não as guarde apenas para você! Compartilhe este post em suas redes sociais e divida com os seus amigos donos de pets essas informações valiosas!

2 Replies to “4 dúvidas sobre o focinho de cachorro respondidas!”

Deixe seu comentário