Alimentação canina cãoTem bicho que parece gente, né? E, agora, também tem bicho que até come como gente. É o caso de animais cujos donos optaram pela “alimentação natural”, um conjunto de carnes e legumes que, de acordo com a veterinária Rosanna Duarte, pode ser mais saudável que a ração. A base da alimentação natural para cães é formada de carnes vermelhas cruas e legumes cozidos. No entanto, se você está pensando em colocar seu animal nessa dieta, é preciso consultar um especialista. “Dependendo da idade e do peso do animal, ele precisa de alimentos específicos”, aponta a veterinária. Saiba por que:

 

Rações têm mais grãos: Servir ração pode ser mais prático, mas vai contra a dieta ancestral canina e felina: essencialmente carnívora e pobre em carboidratos. “Mesmo rações com sabor de carne são feitas à base de grãos”, destaca a veterinária.

 

Alimentação úmida é natural: Os benefícios da alimentação natural são semelhantes aos de uma dieta saudável em um humano: mais disposição, maior perspectiva de vida e maior imunidade a doenças. Além disso, a alimentação natural é apelidada de “alimentação úmida”, já que seus alimentos são constituídos de, pelos menos, 70% de umidade.

 

Gengivas mais saudáveis: Outra vantagem que faz os cães sorrirem à toa: a alimentação natural deixa os dentes e as gengivas mais saudáveis. Isso porque a dieta tem baixo teor de carboidratos, o que evita que farelos grudem nos dentes e formem tártaro. Fora isso, cães que não mastigam ossos recreativos (aqueles que parecem de plástico) ficam com a dentição fortalecida, e dificilmente acabam com os dentes rachados. E não são só os dentes que ficam mais bonitos. “A pelagem fica mais vibrante, já que a proteína encontrada na dieta natural reduz a queda de pelos”, explica Rosanna.

 

Evite as sobras: Esteja sempre alerta à quantidade e à qualidade da comida que você dará para o seu cão. Evite dar sobras da carne que você come que já estão em processo de apodrecimento, e maneire nas porções. Como a alimentação natural é mais atrativa para os cães, eles sempre vão querer mais e soltar aquele olhar que dono nenhum resiste. Mas cuidado! A obesidade traz diversos perigos para o seu amigo.

 

Já pensou na alimentação natural para seu cão? Prefere ração? Participe desse debate, comente abaixo!

4 Replies to “Alimentação natural: um aliado da saúde canina”

  1. Peguei um cachorro de 20 anos ele está ótimo, A dona dele mudou para outra cidade e não pode leva-lo
    O único problema ele não come dei ração nada so come carne e peito de frango. a dona me disse que ele comia ração com um pouco de arroz.Fiz legumes molhadinho e nada. acho que vou deixar a ração até ele comer. Seu nome é Pitico aliás comeu um pouco de batata doce. A antiga dona devia dar uma ração muito barata porque seu poder aquesitivo era bem pequeno o cachorro ficava o dia todo numa lage ela levava a comida e pronto , só no dia seguinte ela dava novamente ração ,ela me disse que ele comia pouco.
    estou dando vermífugo, vacinei, limpei os dentes fiz de tudo para ele entrar em contato com meus cachorros com boa saúde e.Ele é um anjinho não late nada,é um vira lata mistura com bigle pesa 10 kg
    Já não tenho mais dinheiro para ir a uma nutricionista.Hoje ele nem o peitto de frango quis ,comeu muito pouco.Já molhei a ração etccc e nada
    O que faço?

  2. Nem sei se vc lembra Filipe adotei uma Darcshund idade 6/8 obesa que só queria andar pra frente isso melhorou RS. Mas eu ponho um pouco de ração light e peso tipo 100 gramos de manhã e à mesma quantidade a noite mas sempre misturo com duas ou 3 colheres de legumes cozidos só na água e qdo faço pinho um pedaço de carne frango ou fígado de frango que já usava no meu Darcshund ele agora tb já come ração light apesar de 2 anos e estar no peso. Pq não tenho como vigiar ela está perdendo peso a última vez no vet perdeu 1/2 kg e as vezes no intervalo dou um pedacinho de frutas pra eles as permitidas para pets. E já anda um pouco mais já se alegra qdo pego o peitoral. Essa é minha experiência. Abraços.

Deixe seu comentário