12 alimentos proibidos para gatos que você não conhecia

12 alimentos proibidos para gatos que você não conhecia

O bom cuidado com os nossos bichinhos de estimação é fator primordial para que eles convivam de forma saudável e por mais tempo conosco. Afinal, não é isso que realmente queremos?

Em relação à alimentação dos felinos, especificamente, muitos alimentos — alguns que, a princípio, parecem ser inofensivos — demonstram ser os piores vilões nesse sentido.

Descubra aqui alguns alimentos proibidos para gatos e esteja certo de fornecer uma alimentação mais saudável e favorável ao seu pet.

1. Alimentos temperados

Os alimentos para humanos têm como principais temperos o alho e a cebola. Embora estes sejam favoráveis à saúde humana, para gatos são bastante prejudiciais, uma vez que contêm substâncias que destroem as células vermelhas do sangue, causando graves anemias.

Além disso, alimentos humanos podem causar diarreias e vômitos em gatos quando ingeridos em maiores quantidades.

2. Rações caninas

Rações caninas oferecem nutrientes em quantidades e variedades específicas para cães. Por isso, alimentar o seu gato com ração canina pode desfavorecer a absorção de proteínas, vitaminas e outros compostos primordiais para a saúde do felino.

A taurina, aminoácido essencial na alimentação felina, por exemplo, não é encontrada na ração canina e sua falta pode levar à cegueira em gatos.

3. Alimentação restrita a rações secas

Gatos costumam ingerir poucas quantidades de líquido. Por isso, rações úmidas são importantes para evitar a desidratação e algumas consequências renais que podem vir a surgir pela falta de água.

4. Leite para gatos adultos

Muito embora a imagem do gato bebendo leite pareça simpática e amigável, o leite e seus derivados são altamente indigestos, podendo causar gases, vômitos e diarreia.

Além disso, a lactase — enzima animal que digere a proteína do leite — torna-se inativa nos animais após alguns meses do nascimento, podendo o excesso de cálcio resultar em problemas renais.

5. Ossos

Gatos que roem ossos podem ter seus intestinos e tratos gastrintestinais perfurados ou lesados. Além disso, por ser um alimento mineral, a ingestão de ossos pode elevar a taxa de sais minerais, como o cálcio, que podem, com o tempo, levar a doenças crônicas renais.

6. Pães e demais carboidratos

Alimentos ricos em carboidratos podem causar obesidade, distúrbios gastrintestinais, dermatites alérgicas, além de outras doenças.

7. Carne crua

Peixes crus podem ser altamente prejudiciais à saúde do gato, pois possuem uma enzima denominada tiaminase, que destrói a vitamina B1, importante para o felino. Além disso, ovos, carne de boi ou porco crus podem hospedar parasitas transmissores de doenças, como a toxoplasmose.

8. Uva

Apesar de acreditarmos que as frutas conferem maior bem-estar também para nossos gatos, a uva, quando ingerida em altas quantidades, pode causar problemas renais nos felinos, não sendo recomendada em sua dieta cotidiana.

9. Azeitona

A grande quantidade de sódio presente na conserva de azeitona pode elevar os níveis do mineral no organismo do seu pet, causando alguns problemas, como hipertensão e doenças renais crônicas.

Gato com pote de comida

10. Café

Estimulantes estão entre os alimentos proibidos para gatos, porque podem ser tóxicos — causando vômitos, diarreia e tremores. Além disso, por acelerar o metabolismo, podem levar à taquicardia, sendo prejudicial para gatos com hipertensão, por exemplo.

11. Chocolate

Assim como o café, o chocolate também é considerado um estimulante e ainda possui um composto, a metilxantina, que estimula o índice cardíaco e causa a perda de fluidos corporais. O chocolate também tem em sua receita outro agente considerado tóxico tanto para cães como para gatos, a teobromina. Ela pode provocar nele tremores, convulsões, aumentar o ritmo cardíaco e até provocar a sua morte.

12. Plantas e flores

É necessário conhecer as plantas que seu gato costuma mastigar, pois algumas podem ser tóxicas, causando mal-estar e levando a doenças mais graves. Algumas delas, como o lírio, a samambaia e o comigo-ninguém-pode são exemplos de alimentos proibidos para gatos, sendo altamente venenosas mesmo em pequenas quantidades.

13. Atum

Muito são os desenhos animados que mostram felinos se alimentando de um bom e gordo atum, não é mesmo? Mas, curiosamente, este é um dos alimentos que podem vir a fazer mal para o seu felino!

Eles podem, sim, comer atum de vez em quando, mas em doses exageradas este peixe pode provocar o envenenamento do animal por mercúrio.

14. Bebidas alcoólicas

Nós sabemos muito bem que ninguém daria bebidas alcoólicas para um animal de estimação, mas gatos são animais astutos, capazes de subir em diferentes lugares. Por conta disso, durante uma festa, por exemplo, alguém pode deixar um copo solto em sua casa, de modo que o seu gato tenha acesso a ele e acabe fazendo a ingestão da bebida.

Nesses casos, é muito recomendado orientar todas as visitas e mantê-las informadas sobre a necessidade de prestar atenção em onde eles deixam bebidas e alimentos proibidos para gatos, certificando, assim, que o seu pet não vai se intoxicar.

15. Balas e doces

Muitos doces, como balas, chicletes e pirulitos são adoçados com a substância xilitol. Gatos não podem ingerir alimentos em que ela esteja presente, pois aumenta a quantidade de insulina no organismo, o que pode desenvolver nele uma insuficiência hepática.

Outro item que pode conter xilitol são as pastas de dente. Portanto, deixe-as guardadas no banheiro e muito bem tampadas.

16. Ovo cru

Nós já explicamos que ovos podem conter parasitas transmissores de doenças e que, por conta disso, não é indicado que o seu gato faça a ingestão desse alimento.

No entanto, existem outros motivos para evitar que o seu gato se alimente de ovo. A proteína avidin faz com que a capacidade do pet de armazenar a vitamina B seja reduzida, o que afeta os pelos e a pele do animal.

17. Abacate

É por conta da toxina persin que o seu gato não pode consumir abacate. Ela afeta intensamente tanto os músculos cardíacos do animal como o seu sistema digestivo.

Caso o seu pet faça a ingestão dessa fruta, observe se ele desenvolve sintomas, como vômito, diarreia, desânimo e dificuldade para respirar. O indicado é que você o leve o quanto antes para o veterinário.

18. Medicamentos

Assim como qualquer outro item tóxico ou perigoso para o seu animal, é imprescindível evitar que o seu gato tenha acesso a medicamentos. Consumir qualquer tipo de remédio pode até mesmo levá-lo a óbito por envenenamento — o ibuprofeno, por exemplo, é completamente tóxico para gatos.

Para evitar que o seu pet seja intoxicado ou venha a ter problemas de saúde, é muito importante ficar de olho na alimentação dele e garantir que ele não se torne obeso ou faça a ingestão de alimentos proibidos para gatos.

Certifique-se de que o seu animal de estimação se alimente de maneira balanceada, fazendo a ingestão de nutrientes necessária para que ele esteja sempre saudável!

Agora que você sabe quais alimentos são proibidos para os gatos, que tal compartilhar este post com seus amigos que também tem esse animalzinho de estimação?

22 Replies to “Alimentos proibidos para gatos que você não conhecia”

  1. Olá
    Minha gata de 6 anos é simplesmente louca por verduras: alface, agrião, salsinha… dia desses quis a folha verde da couve-flor, não resisti e dei: nem a mais deliciosa ração úmida ou frango cozido a faz comer com tanto gosto! Afinal, será que faz mal ou não as verduras para o gato?

    1. Oi Ana Flavia. Não sei te dizer de pronto, mas vamos correr atrás da informação. Mas todo cuidado é pouco, uma de minhas cachorras adorava uva, mas uva é muito perigoso para cachorros. Logo tive que parar de dar, mesmo ela olhando com aquela cara de pidona! 🙂

    2. Ana Flavia, ao conversar com uma veterinária sobre sua dúvida, a principio sem grandes problemas, embora cada alimento seja um caso. Dizer genericamente se verduras fazem bem ou mal é complicado. Mas lembrando, não é bom transformá-los em alimentos regulares dos gatos, muito menos substituir os alimentos tradicionais, que possuem propriedades que os gatos precisam, por verduras.
      Espero que tenha ajudado! 🙂

  2. Ola, adorei o texto, eu já sabia do café, chocolate e leita, mas queria saber se pepino faz mal?, pois minha gata é louca por pepino, não pode sentir o cheiro que corre e sobe no que for preciso pra comer o pepino e acaba conseguindo e tnho muito medo de estar fazendo mal a ela.

    1. Thami, contatamos uma veterinária a respeito de sua dúvida. A principio o pepino não chega a ser perigoso, mas a casca pode ser um pouco indigesta. Também vale aquela regra, não transformá-lo em um alimento pra valer para seu gato, apenas dar um pouquinho quando você estiver cortando. Faço isso também com minha cachorra.
      Espero que tenha ajudado! 🙂

      1. Siiiiiim Filipe, ajudou muito, porq eu fico com pena dela e sempre dou um pedacinho, ainda bem q não faz mal, mas tomarei cuidado pra tirar toda a casca. Muito obrigada.

      1. Oi Nathalia, abaixo a resposta da veterinária que consultamos sobre sua dúvida:
        “Olá! Embora seja consumida por pessoas em diversas partes do mundo, essa planta pertencente à família Portulacaceae, possui em suas folhas e flores pequenos cristais de oxalato de cálcio, que têm a forma de minúsculas agulhas que ferem o tubo digestivo de animais que as ingerem.
        Cães e gatos que consomem essa planta podem ter irritação do sistema digestivo, apresentando vômitos, diarréia e em casos mais severos, hemorragias e irritação do sistema respiratório seguido de asfixia e morte caso não sejam tratados rapidamente.
        Outras plantas que possuem esses cristais e apresentam o mesmo risco para cães e gatos são a “comigo-ninguem -pode” e a “copo-de -leite”.
        Portanto, se você possui alguma dessas plantas em casa, certifique-se que seu animalzinho não terá acesso à elas. São de fato perigosas!”

  3. Olá, boa noite! Minha pequena foi adotada com 4 anos e está comigo há 1 ano. É muito carinhosa e companheira. Às vezes, me morde, mas acho que é uma forma de carinho…. Ela nasceu e foi criada em uma sala de escritório. Quando chegou, era muito assustada, se escondia ao menor ruído. Aos poucos, fui mostrando que ela podia confiar, mas ela ainda se levanta e fica na expectativa, quando algum barulho fora do normal acontece, mas não se esconde mais. Ela só come ração seca. Não gosta da úmida, nem se colocar um pouco de seca junto. Também gosta (um pouco) de queijo prato… rsss…..Adora tomar água na pia do banheiro, mas também toma muito em uma fonte que comprei para ela. Ela é super-saudável, corre bastante, brinca muito. E eu sou apaixonada por ela. Mas o que me surpreendeu é que ela come plástico! Não é qualquer plástico, são mais aqueles saquinhos de lixo um pouco mais grossos ou material plastificado. Eu preciso tomar o maior cuidado para nunca deixar nada próximo. Eu li que existe uma doença ou desvio chamado “pica”, que é justamente isso: gatos comendo plástico. O que eu não consegui saber é se isso tem cura ou se é algum tipo de carência ou trauma. Se puder me ajudar, eu agradeço. Obrigada pela atenção.

    1. Oi Sandra, abaixo a resposta da veterinária que consultamos sobre sua dúvida:

      “Olá!
      Alguns gatos possuem uma alteração comportamental onde há uma perversão do apetite que os leva a ingerir plástico, tecidos, papel, madeiras e uma infinidade de substâncias não nutritivas.
      Porém, ingerir tais substancias nem sempre é anormal! Gatinhos jovens, por exemplo, podem apresentar esse tipo de comportamento como parte da investigação de um novo ambiente, e ao completarem 1 a 2 anos de idade abandonam esse hábito.
      As causas para que um gato adulto apresente tal alteração podem estar relacionadas à algum transtorno clínico como o hipertireoidismo, parasitas intestinais e anemia, ou mesmo uma alteração comportamental devido ao estilo de vida que leva.
      Gatos ansiosos, que vivem em ambiente estressante (como presença de outros animais) ou em um ambiente deficiente em atividades lúdicas e brincadeiras podem vir a desenvolver esse problema.
      Caso esse hábito esteja trazendo prejuízo ao animal, o ideal seria passar por uma consulta veterinária, onde tanto a condição clínica de seu pet, como o manejo e ambiente em que ele vive sejam avaliados por um profissional.”

      1. Oi, Felipe, desculpe a demora em responder. Realmente, não noto nada de errado com a minha pequena. E também evito deixar plásticos à vista. Só perguntei mesmo porque nunca tive esse tipo de experiência com meus gatinhos. Acho que esse tipo de “stress”, ela adquiriu quando estava fechada naquele escritório em que a criavam. Talvez, com o tempo, agora aqui em casa, sentindo-se segura e amada, ela perca esse hábito. Agradeço pelo retorno e atenção. Um grande abraço.

  4. Bom dia Felipe e todo a equipe…olha só tenho dois gatinhos o Noturno e o Snow não gosto muito da dar só ração,depois que perdi uma gatinha com problemas renais fiquei mais ligada sobre gatos,até relutei para não ter mais,mais quando se ama não tem jeito se pudesse teria um zoológico kkk
    Gostei muito do seu comentário,muito válido para nos ajudar,,eu costumo misturar caldo de feijão sem sal e algumas carninhas na ração mais o que eles gostam mesmo é de tomate,alface,banana kkkk enfim só evito dar pão porque eles são castrados e tem a tendência a engordar tem algum mal?
    Há e propósito eles bebem muita água!

    1. Oi Eliana, que bom que gostou! 🙂
      Então, o ideal para saber sobre cada alimento específico, se tem mal ou não, é falar com um veterinário mesmo. Mas o ideal é evitar ao máximo de dar alimentos que são fabricados para nós, humanos. Principalmente o que for industrializado.

Deixe seu comentário para thami Cancelar resposta