Mulher abraçando cão

Mulher abraçando cão

Todo bom dono de cão ou gato sabe que é preciso manter alguns cuidados com pets. Levá-lo para se consultar com o veterinário com certa frequência, manter a vacinação em dia, ficar de olho na alimentação e garantir a higiene do animal e do espaço em que ele vive, são apenas algumas das responsabilidades que não podem ser deixadas de lado.

No entanto, no dia a dia, existem outros aspectos da vida do seu animal de estimação que devem ser observados, pois podem dar sinais de que há algo de errado com ele.

Para ajudá-lo a garantir que está tudo bem com o seu pet, explicaremos a importância de observar frequentemente o comportamento do seu animal e quais são os principais cuidados que devem ser tomados. Confira:

Por que é importante observar constantemente o comportamento do animal de estimação?

Um dos principais motivos para que estejamos sempre atentos aos menores sinais apresentados pelos nossos pets é o fato de algumas doenças serem silenciosas, ou seja, precisam de uma análise mais minuciosa para que sejam detectadas.

Portanto, conhecer a fundo o temperamento e os costumes do seu animal de estimação vai ser essencial para identificar o quanto antes se ele tem apresentado alguma mudança — seja comportamental ou física.

Para não correr o risco de esquecer algo, uma alternativa é manter anotações frequentes sobre tudo o que acontece com o seu pet — por sinal, existem plataformas online que facilitam anotar e manter em um mesmo local todas as informações relativas ao animal.

Quais são os principais cuidados com pets?

Abaixo, listamos alguns dos principais cuidados com pets que devem ser observados por você:

Queda de pelos

É normal que algumas raças tenham uma queda de pelos maior do que outras. Se você já tem o animal há algum tempo, já deve ter observado que, dependendo da época do ano, é comum que ele caia em maior quantidade.

No entanto, quando isso aumenta de proporção ou passa a provocar falhas no pelo do animal, pode ser que tenha algum problema — ele pode estar com sarna ou alergia, por exemplo.

Beber mais água do que o normal

Beber muita água — e, consequentemente, urinar mais vezes — também pode indicar que o pet está com algum distúrbio. No entanto, antes de pensar o pior, leve em consideração a alimentação do pet e a temperatura do dia, pois são fatores que influenciam diretamente.

Frequência que o animal urina

A quantidade de vezes que um cão ou gato urina, junto a outros sintomas, podem indicar doenças como diabetes, problemas renais, doenças hormonais etc.

Aspecto das fezes

As fezes do animal são bons indicadores sobre a saúde dele. É indicado, portanto, avaliar a consistência, coloração, se há algumaverminose ou sangue e algum outro indício de anormalidade.

Cães e gatos costumam defecar apenas uma vez por dia, dependendo do porte. O normal é que o cocô desses pets tenha uma consistência firme e que sejam úmidos. Diarreias ou fezes líquidas podem acontecer, mas, se persistirem, é preciso verificar o que pode estar causando isso.

Surgimento de caroços e feridas na pele

Tenha o hábito de observar a pele do seu animal, tanto em busca de feridas como de caroços. O quanto antes esses distúrbios forem identificados, maiores serão as chances de que o problema seja resolvido — como tumores, alergias, fungos e parasitas, problemas de pele etc.

Coçar-se exageradamente

Quando um cão se coça em demasia pode significar que ele está com algum parasita, como pulgas e carrapatos, ou que ele desenvolveu algum problema de pele.

Para não ter dúvidas, sempre que você observar alguma dessas situações, leve o animal ao seu veterinário de confiança, para que ele faça o diagnóstico adequado e, se for preciso, prescreva o tratamento indicado.

É muito importante que você esteja sempre de olho nesses sinais que o seu animal de estimação pode apresentar, de modo a garantir que os cuidados com pets estejam em dia e que ele se mantenha saudável e feliz.

Gostou deste post e quer se manter em dia sobre como certificar o bem-estar de um pet? Então aproveite para continuar em nosso blog e ler o nosso post sobre 5 cuidados básicos da saúde do pet!

Deixe seu comentário