Gato observando

Gato observando

Seu felino está tranquilo brincando e, de repente, começa a espirrar. Antes de achar que ele já tem alguma doença grave, pare e respire. Lembre-se de que, assim como acontece com a gente, o espirro por si só não é um indício de problema grave de saúde dos gatos.

No post de hoje, listamos os principais motivos para um felino espirrar e quando você deve se preocupar. Confira:

Por que os gatos espirram?

Muitos são os motivos que podem causar um espirro em um gato. Normalmente, se isso acontece de maneira espaçada e ocasional, não há motivos para se preocupar.

Porém, se o espirro vem acompanhado de outros sintomas, o ideal é que o dono fique alerta e saiba o que pode ser um sinal de problema de saúde dos gatos. Abaixo, listamos os principais:

Corpo estranho na narina

Se o seu gato está espirrando diversas vezes seguidas e está passando a patinha no focinho, pode ser um sinal de que ele está com algum corpo estranho preso na narina. Portanto, o primeiro passo é verificar se tem algo e se você consegue retirá-lo.

Alergia

Seja por conta de algum produto que está sendo utilizado em seu lar ou porque o felino ingeriu algum alimento proibido, a alergia é outro motivo que tem como sintoma provocar espirros em um gato.

Infecção viral

Outra razão para o seu gato espirrar é o contato com algum bichano que esteja com uma infecção viral. Por exemplo, se você tem mais de um gato em casa e um deles está com esse problema, o ideal é que eles não dividam as tigelas de ração e água.

É indicado ter atenção redobrada com um pet quando ele apresenta esse tipo de doença, pois quando se desenvolve para uma pneumonia, por exemplo, as consequências são graves.

Rinite

Além do espirro o seu felino também está apresentando um corrimento nasal? Então pode ser um indício de que ele está com rinite. Para que ela não evolua e se transforme em uma rinite crônica, o indicado é marcar uma consulta com o veterinário, pois, assim, ele pode apontar o que está causando isso e qual o melhor tratamento.

Imunodeficiência felina

Também conhecida como HIV felina, essa doença pode ser transmitida por meio da mordida ou durante uma briga com outro felino — ela é muito comum naqueles que costumam sair de casa sem o devido acompanhamento do dono.

Portanto, é imprescindível que você não permita que o seu gato faça passeios externos sem a sua presença, para evitar que ele, fuja, se machuque ou pegue alguma doença.

Problema dentário

Problemas dentários também podem provocar espirros em seu pet e só o veterinário pode apontar se este é o real motivo para ele estar apresentando o sintoma.

O que fazer quando o espirro é frequente?

Primeiramente, é importante observar se o seu animal de estimação está apresentando outro sintoma além do espirro, como corrimento nasal, letargia, dor, sangramento, falta de apetite, ruídos ao espirrar etc. Dessa forma, você saberá prover melhor as informações necessárias para o veterinário identificar o que o pet tem.

No entanto, para não ter dúvidas de que está tudo bem com a saúde dos gatos, o ideal é levá-los para se consultar o quanto antes. O profissional apontará o diagnóstico e, se for preciso, prescreverá o tratamento adequado.

Agora que você já sabe quais são os principais motivos que levam o gatinho a espirrar, fique sempre de olho nele. Caso ele passe a apresentar qualquer um dos sinais que citamos neste post, não dê bobeira, leve-o ao seu veterinário de confiança.

Gostou de receber essas dicas sobre o porquê do seu pet espirrar e quer deixar os seus amigos informados sobre a saúde dos gatos? Então compartilhe este post em suas redes sociais e divida com eles essas informações!

4 Replies to “Saúde dos gatos: porque eles espirram?”

    1. Oi Mônica, pode acontecer de ele tomar água muito rápido. Minha cachorra também engasga uma vez ou outra e dá umas tossidas, acaba passando. Agora, se o problema for muito persistente, melhor falar com um veterinário.

  1. Adotei um gato branco com uma otite severa com cera e muito pus, inclusive surgiu uma íngua enorme no pescoço, tadinho. Começamos um tratamento com injeção de penikel e uso topico de easotic. Agora no segundo dia de tratamento o resultado está sendo ótimo no ouvido, sumiu a cera e o pus, mas ele está espirrando sequencial umas 5 vezes ao dia, esfregando o narizinho mas sem escorrer nada. Poderia ser por passar a patinha do ouvido e depois no nariz? Seria uma alergia ao easotic? Ou otite em gato assim como em gente pode dar espirros? Meu vet está de férias e não quis perguntar..

Deixe seu comentário