Perfumes em bichinhos de estimação: usar ou não?

Caes olfatoAntes de qualquer coisa: cachorro é cachorro, por mais que novas tendências busquem, cada vez mais, humanizá-los. Bonés, brincos, colares, tinturas, sapatinhos e lacinhos, por exemplo, põem a estética à frente do conforto dos bichos. Não é diferente com os perfumes especiais para cães. Proibidos não são, mas exigem cuidados.

O olfato é um dos sentidos mais aguçados nos cães. E o que agrada aos narizes das pessoas, pode ser ruim para os bichos. Por isso, se os perfumes são utilizados em excesso, causam alergias tanto nas vias respiratórias quanto nos pelos e na pele, além de prejudicar o faro. A primeira regra é utilizar – em quantidades mínimas – colônias exclusivas para pets, elaboradas sem álcool e com essências hidrossolúveis.

Nunca se deve borrifar esses produtos na cabeça ou no pescoço. Muito menos utilizar fragrâncias de humanos. Um bom banho com xampu e sabonete específicos para cães já é suficiente para deixar seu cachorro com um cheirinho especial.

 

E seu bichinho, usa perfume? Específico para animais? Comente abaixo!