O verão já vem chegando e, com ele, a vontade de partir pra praia. Mas, mesmo que a ideia de ver seu cachorro correndo na areia e tomando banho de mar possa ser tentadora, uma série de cuidados precisam ser tomados. O veterinário e adestrador Rodrigo Guimarães dá algumas dicas para que cães e banhistas convivam em harmonia e, assim, possam aproveitar tudo que o verão tem a oferecer.

 

Cuidado com o verme do coração: Um dos principais perigos que cães e gatos ficam expostos na praia é a doença do verme do coração, transmitida por pernilongos encontrados mais facilmente no litoral do que em áreas urbanas. Os sintomas podem demorar anos para parecer, mas costumam ter consequências muito graves. “Fora isso, trata-se de uma zoonose, ou seja, pode ser passada a humanos”, alerta Rodrigo.

 Cao praia

Raças que não curtem o verão: Esteja consciente de que, mesmo que a praia seja um local atrativo pra você, pode não ser para o seu cão. Algumas raças são originárias do frio e, por isso, não toleram o calor. Se você tiver um Husky, um Golden Retriver ou um São Bernardo, fique atento a algumas providências para aliviar o sofrimento do seu animal.

 

Saúde em dia sempre: É imprescindível manter vacinas, vermífugos e anti-pulgas em dia. “Tenha sempre em mãos a carteira de vacinação do seu cão, já que em algumas cidades há fiscalizações a fim de evitar riscos à saúde da população”, recomenda o veterinário.

 

Fique atento às placas de proibido: Em algumas cidades é proibido levar o cachorro até a areia. Verifique as leis municipais e evite contratempos.

 

Cães agressivos não são boa ideia na areia: Ninguém conhece seu cão melhor do que você. Se ele for muito agressivo, um passeio na praia pode não ser a melhor opção. Mas, se mesmo assim for leva-lo, faça-o usar focinheira e guia. “As praias sempre estão lotadas de crianças correndo e brincando, o que pode irritar cachorros menos mansos”, ressalta Rodrigo. “Acidentes graves podem ser facilmente evitados com o uso desses instrumentos.”

 

Nada de cocô na praia: Por último, mas não menos importante: sempre recolha as fezes do seu animal. Mais do que manter a higiene da praia que você frequenta, o hábito é um sinal de cidadania.

Não deixe de comentar abaixo!

Deixe seu comentário