Adestramento de gatos: o que Jackson Galaxy pode nos ensinar?

adestramento-de-gatos-o-que-jackson-galaxy-pode-nos-ensinar.jpeg

Pegar a bolinha, dar a patinha, fazer xixi no local certo, sentar, deitar e rolar. Quando pensamos em adestrar um animal, logo nos vem à cabeça alguns truques para cães, não é mesmo? Mas você já ouviu falar que existe o adestramento de gatos?

Deixando os mitos de lado, saiba que é possível educar o seu felino e tornar o comportamento dele mais tranquilo e adequado. Para tanto, mais do que conhecer as melhores práticas e dicas de adestração, é preciso levar em consideração o temperamento e até os instintos naturais do gato.

E é isso que torna Jackson Galaxy tão habilidoso no que ele faz. Já conhece o trabalho dele? No post de hoje, compartilharemos com você algumas dicas de adestramento de gatos ensinadas por ele e que contribuirão bastante para a domesticação do seu pet. Confira:

Quem é Jackson Galaxy?

Conhecido nos Estados Unidos como “The cat daddy”, algo que poderia ser traduzido como pai dos gatos, Jackson Galaxy se tornou famoso ao apresentar o programa “Meu gato endiabrado” e por conseguir ajudar e dar dicas a donos de gatos e “domar” até mesmo os felinos que se mostram mais arredios e indisciplinados.

O seu diferencial é que para colocar o adestramento de gatos, ele tenta primeiro entender o que pode estar provocando tal comportamento no animal, para depois encontrar uma solução.

Dicas de adestramento de gatos

Com tanta sabedoria e conhecimento sobre o comportamento dos gatos, existem algumas dicas práticas que podemos aprender com Jackson Galaxy, como:

1 – Ensinar o gato a andar na coleira

O seu gato precisa se sentir confortável para permitir que você saia com ele na coleira. Portanto, crie nele a sensação de que está propiciando algo benéfico a ele enquanto coloca o acessório — uma dica é dar biscoito para felinos durante essa etapa.

Depois, para que ele ande com a coleira, chame a atenção dele com o saco de biscoitos, tentando recompensá-lo com o petisco e com carinhos toda vez que ele “cumprir com o papel dele”.

2 – Aprenda a lidar com o comportamento agressivo

Você ama o seu felino e se dedica a ele da melhor forma que pode, mas, mesmo assim, ele não perde uma oportunidade de atacá-lo. Para mudar essa atitude, primeiro você precisa entender que, provavelmente, o seu gato não está tentando atacá-lo, mas, sim, brincando de uma forma mais agressiva.

Mas como assim? — você deve estar se perguntando. Por conta do seu temperamento, pode ser comum que ele tente se divertir brincando de caça e caçador e, no caso, você é a presa dele.

Tente passar um tempo todo dia promovendo atividades divertidas e interessantes para o seu gato, de modo que ele pare de ter esse tipo de comportamento.

3 – Conquiste o carinho do seu felino

Você tenta se aproximar do seu gato e fazer com que ele deixe acariciá-lo, mas isso parece impossível? Talvez você não esteja fazendo isso da forma adequada.

Alguns gatos não sentem uma sensação agradável com carinho em excesso, pois esse movimento no pelo provoca estática neles e, por conta disso, podem apresentar algumas reações como se afastar ou até mesmo atacá-lo.

Mas isso não quer dizer que você não pode nunca acariciá-lo. Tente observar as reações dele e quando demonstra estar cansando do carinho. Além disso, aprenda quais são os locais em que ele gosta de receber os afagos.

Gatos costumam ser desconfiados e territorialistas, portanto, conquiste a confiança dele e, antes de tentar qualquer aproximação, tenha a permissão dele.

Já conhecia o trabalho do Jackson Galaxy? Já tentou algum dia o adestramento de gatos? Deixe o seu comentário e compartilhe com a gente a sua experiência no assunto!

É possível adestrar gatos de verdade?

é possível adestrar gatos de verdade

é possível adestrar gatos de verdade

Quando se fala em adestramento de animais, o gato é sempre aquele bichinho que passa uma imagem de independência e, portanto, difícil de adestrar, certo? Por isso, muitos donos de gatos muitas vezes desistem de tentar ensinar alguns truques para os bichanos, sem imaginar que é possível, sim, fazer com que eles atendam a alguns comandos.

Adestrar gatos é uma tarefa um pouco mais desafiadora quando comparada aos cães, mas é totalmente possível.

O processo de adestramento dos felinos é importante para deixá-los mais comportados e ainda para aproximar seu relacionamento com os humanos. Para que essa tarefa seja mais fácil para você, listamos abaixo algumas dicas e informações sobre o adestramento de gatos. Confira!

Entenda que gatos não são cães

Muitos donos de cães têm a tendência a acreditar que os gatos reagem da mesma forma que eles ao serem incentivados. Porém, não é apenas com elogios que você consegue adestrar um felino. Os gatos desejam, em troca de favores, presentes materiais, ou seja, um bom petisco ou aquele sachê delicioso que ele adora.

Caso seu gato não seja um adorador de comida, presenteie-o com alguns brinquedos ou brincadeiras de que ele mais gosta.

Comece desde bebê

Se o seu gato chegar com alguns meses, é importante que ele comece ser adestrado ainda bebê. Primeiramente, faça com que ele se acostume à rotina da casa, comendo nas mesmas horas em que a família come, por exemplo.

Também é importante que você o acostume com as limpezas de rotina, como banho ou corte das unhas. Assim, você não terá dificuldades para fazer a higiene quando for preciso.

Entenda as técnicas e como aplicá-las

Para evitar que seu gato suba onde você não quer

Nessas situações, o adestramento fica por conta da barreira física colocada para que o bichano não suba e nem entre em locais indesejados, como lixo, despensa e armários de cozinha. Coloque tampas mais pesadas no cesto de lixo, por exemplo, e tente colocar travas de criança no armário onde ele não deve ir. Com o tempo, a postura será automática.

Para ensiná-lo a responder quando for chamado

Gatos raramente respondem quando você os chama, certo? Para que essa situação mude, você pode associar o nome dele a momentos que ele goste. Por exemplo, sempre que for acariciá-lo, encher o pote de comida ou oferecer um petisco, repita seu nome. Dessa, forma, ele associará o nome a algo prazeroso e passará a atender quando for chamado.

Para colocar coleira

Sim, os gatos também podem usar coleiras, mas isso não significa que essa missão será fácil. Se puder começar a colocar o acessório desde poucos meses de idade, será mais fácil que o felino acostume-se com ele. É possível também colocá-lo em gatos adultos, mas há a possibilidade de o desafio ser maior.

Deixe a coleira no chão e sempre próxima a ele para que ele possa sentir o cheiro. Depois de ele se familiarizar, coloque a coleira sem fixá-la com as fivelas e dê um petisco. Espere um tempo e fixe a coleira, deixando-a apenas durante o período em que o gato se sinta confortável.

Quando notar que ele não se sente mais desconfortável com o peitoral, coloque a cordinha e treine alguns passeios dentro de casa, sem puxá-la demais.

É fato que os gatos possuem percepções e ações diferentes dos cães, por isso, exigem outros método e um pouco mais de paciência para que sejam treinados. Adestrar gatos é uma tarefa que deve ser feita diariamente, respeitando os limites do animal e sempre dando muito carinho para que ele associe o aprendizado e cumpra as ordens com menos resistência.

Agora que você já conheceu algumas técnicas para deixar seu bichano mais obediente, veja essa entrevista com o adestrador Leonardo Ogata e saiba tudo sobre adestramento de cães!

Adestramento – Entrevista com Leonardo Ogata (Tudo de Cão)

Entrevista adestramento Leonardo Tudo de Cão

Na segunda entrevista, conversamos com Leonardo Ogata, da Tudo de Cão, franquia de adestramento canino. Ele nos conta sua filosofia de trabalho, e dá dicas muito interessantes sobre comportamento canino, e sobre como o comportamento humano interfere no comportamento do cão!

Assista, e não se esqueça de comentar abaixo!

Treine seu cão com o Clicker – ferramenta de adestramento

Treine seu cão com o clicker

Treine seu cão com o clicker

Por Como Treinar um Cão

Todo mundo quer um cão educado que obedeça o dono. Adestrar um cão pode não ser uma tarefa fácil. Mas com as ferramentas adequadas você pode tornar as coisas mais simples e efetivas. Uma delas é o clicker. O adestramento com clicker é um método baseado em psicologia comportamental. A ideia central é marcar o comportamento desejado recompensando-o.

O clicker é o equipamento utilizado nesse processo. É um dispositivo mecânico que emite um som que o animal associará ao ato de estar fazendo algo correto. É uma forma clara de comunicação com o cão que se mostra uma maneira efetiva, humana e segura de treiná-lo. Adicionalmente caracteriza-se por ser uma forma rápida de obter resultados. Utilizado amplamente pelos adeptos do adestramento positivo, é um aliado poderoso para a educação do seu cão.

 

Já usou o clicker para educar seu cão? Comente!

Dicas para ter um cão comportado

Por Como Treinar um Cão

Adestramento-de-Cães-ComoTreinarUmCao.com_.br_

Assim como as pessoas, os cães também precisam ser educados para aprender a se comportar corretamente. Ter um cão que fica pedindo comida enquanto você come, late sem parar ou pula nas visitas pode acabar encomodando bastante. Por isso, como dono do cão, você pode ajudá-lo na sua educação. Conheça então os principais elementos para adestrar um cão. Com a devida atenção, você pode tornar o seu cachorro muito mais apto para o bom convívio com as pessoas!

Adestramento de Cães

 

Já aplica as dicas? Seu cão é comportado? Comente!

Adestramento de cães – Entrevista com Gustavo Campelo (Cão Ideal)

Adestramento de cães

Bem-vindo à nossa primeira entrevista do Blog do Pata, em que conversamos com Gustavo Campelo da Cão Ideal, empresa de adestramento de cães. Nesse bate papo o Gustavo falou um pouco sobre os principais problemas de comportamento, erros cometidos, e dicas sobre como adestrar seu bichinho.

Assista! E não deixe de comentar abaixo!